Apresentação

A excelência do Programa de Pós-graduação em Oceanologia (PPGO) deve-se à atuação e dedicação do seu corpo docente, que coordena e/ou participa de importantes Projetos de Pesquisa de alcance nacional e internacional, o que consolidou uma sólida infraestrutura e significativas colaborações que fortalecem a formação dos alunos vinculados do Programa.

O principal objetivo do PPGO é:

  • Formar profissionais qualificados para atuação acadêmico-científica e aplicada em Oceanologia.

 

Os objetivos específicos do Programa são:

  • *Ampliar e difundir o conhecimento da Oceanografia em seus processos físicos, químicos, geológicos e biologicos nos ambientes marinhos e costeiros e suas inter-relações com o oceano global;
  • *Promover a integração científica e operacional entre  profissionais ligados às Ciências do Mar da FURG, do Brasil e da comunidade internacional, inserindo o Brasil nos fóruns internacionais na área;
  • *Contribuir para o desenvolvimento e integração regional, nacional e internacional entre Instituições de Ensino para a Integração das Ciências do Mar;
  • *Formar profissionais de alto nível para a crescente demanda do mercado por especialistas em Ciências do Mar;
  • *Capacitar os profissionais formados no Programa para contribuir e/ou liderar na tomada de decisão em temas ligados ao desenvolvimento e gestão da zona costeira e marinha.

Mecanismos de formação de Água de Fundo Antártica em reanálises oceânicas

Autor: Wilton Aguiar Carvalho Silva Filho (Currículo Lattes)

Resumo

Eventos de convecção profunda em polínias oceânicas são frequentes fontes de erro na representação da formação da Água de Fundo Antártica (AABW) em modelos de circulação oceânica. Ainda que a formação de AABW em polínias oceânicas tenha sido eficientemente identificada em modelos de circulação não assimilatórios, a detecção de uma polínia oceânica no produto de reanálise ECCO2 (Estimating the Circulation and Climate of the Ocean Phase II) levanta a dúvida se a convecção profunda em polínias oceânicas também é encontrada comumente em modelos de circulação oceânica de alta resolução com assimilação, i.e. produtos de reanálise. Pensando em responder esta pergunta, este trabalho se propôs a analisar a formação da AABW em três recentes produtos de reanálise, de alta resolução espaço-temporal. Foi encontrado que dois dos três produtos de reanálises analisados formam a AABW por episódios de convecção profunda em polínias oceânicas no mar de Weddell, devido à presença de Água Profunda Cálida nas proximidades da superfície, indicando que a assimilação de concentrações de gelo marinho não é o suficiente para evitar a abertura de polínias. A terceira reanálise do estudo - My Ocean University Reading (UR025.4) - forma AABW por um mecanismo similar ao in situ que ocorre no leste do oceano Austral, representando tanto a convecção em plataforma continental, como também a exportação de Água Densa de Plataforma para oceano aberto. Ainda que a acurácia da formação da AABW no último modelo demonstre um avanço na representação do oceano Austral, a geração de padrões espúrios de gelo marinho sugere que as reanálises oceânicas ainda necessitam de melhorias significativas na simulação dos processos inerentes àquela região.

TEXTO COMPLETO

Palavras-chave: OceanografiaÁgua de Fundo AntárticaConvecção profundaReanálise oceânica